BLOGGER TEMPLATES AND Gaia Layouts »

4 de jun de 2011



Bom dia..

Quero falar sobre algo bem interessante com vocês, mas que é preciso um tempinho para a reflexão de tal questão. Sabe aquele tipo de coisa que somente pensando bem, para entender o verdadeiro objetivo?

Kathy e Paris Hilton que são mãe e filha, estiveram dando uma entrevista para a CNN ontem, até que chegaram ao assunto: Michael Jackson.

Sim, Michael era muito próximo a família Hilton. Dizem por ai que foi por essa amizade, que Michael colocou o nome de Paris com o mesmo nome de Paris Hilton.

Irei disponibilizar a tradução da entrevista para vocês.

Mas não esqueçam amados: F.O.C.O! Não chegamos até aqui tapando o sol com a peneira, pelo contrário…nós tiramos ela.

A entrevista se encontra aqui

Morgan: de volta com as Hiltons. Kathy, isso é fascinante. Várias pessoas dizem ter conhecido Michael Jackson. Você realmente foi para a escola com Michael Jackson, e você ficou amiga íntima dele até o final de sua vida. E você nunca falou muito com ele em público, não que eu pudesse ver. Conte-me sobre seu relacionamento com ele.

Kathy Hilton: Nós nos conhecemos quando eu tinha 13 e ele tinha 14 anos, então desenvolveu uma amizade e um laço ao longo dos anos. E nós sempre mantivemos contato. E então quando me mudei para Nova York, nós sempre íamos ao seus shows. Você sabe…nós fazíamos trotes juntos, e nós éramos crianças. Ele veio visitar Paris quando ela nasceu.

Morgan: Ele estava lá quando Paris foi trazido a este mundo?

Kathy Hilton: Ela estava com poucos meses de vida.

Morgan: Sério?

Kathy Hilton: Ele acabou indo para o Waldorf por seis meses, quando estávamos morando lá há oito anos. E pouco antes de morrer ele estava no Bel Air Hotel, onde estávamos morando, enquanto estávamos reformando a nossa casa. Então ele estava morando fazia três ou quatro meses, em um de nossos hotéis.

Perai!

Ela está dizendo que Michael morava no Hotel Bel Air antes de morrer?

Interessante isso, por que ele não morava na casa em que ele morreu?

O mais interessante ainda, é que o Hotel se encontra próximo a casa em que Michael morava.

Eu procurei o Bel Aire Hotel http://www.hotelbelair.com/location, e parece que Michael alugou a casa na 100 Carolwood Drive (onde ele morreu), e o Hotel Bel Aire está apenas poucos quilômetros de distância da casa.

Realmente eu não entendi,

Como que ele morava em um Hotel e morreu em outra casa?

Tudo bem..aqui pode existir duas interpretações ok? Em nenhum momento Kathy diz quando Michael se mudou, ela apenas diz que ele morava lá antes de morrer. Michael frequentava o Hotel pouco tempo antes de morrer, e isso poderá ser visto na imagem abaixo.

O fato é: vamos supor que Michael se mudou do Hotel para a casa, cerca dois meses até a sua morte. Existem relatos de que fãs se aglomeravam na frente na casa, mas quase nunca Michael aparecia.

Todos sabiam onde Michael morava, até porque existia um paparazzo que vivia na frente da casa dele, e foi o mesmo que filmou a ambulância. Se lembra dele? É amigo intimo do Michael.

Então te pergunto:

- Por que nunca ninguém conseguiu ver Michael nessa casa? Nem mesmo o paparazzo que teve a sorte de estar justo no minuto, em que Michael estava morrendo?

- Por que ele supostamente se mudou tão rápido para essa casa?

Seria porque ele queria morrer perto da casa de Elvis Presley? hihihihi



Entende o que eu quero dizer? Acho estranho não ter nenhuma foto de Michael saindo dos ensaios, entrando em casa, ou perto desse local.

Isso entra em grande contradição, quando paramos para pensar nas fitas da casa que o FBI deletou, no caminhão de mudança que estava na casa no dia seguinte e etc.

Me lembrei do episódio em que a ligação para o 991, foi feita a partir de um Hotel localizado próximo à casa de Michael.

Nós já falamos sobre isso aqui

A ligação não partiu do mesmo Hotel, mas a ligação partiu de um HOTEL, e não da casa do Michael. Entende?

Conseguem me acompanhar? Isso pode ser um sinal do Michael.

Sendo assim se Michael morava mesmo no Hotel, então o FBI deveria usar o Hotel para a reconstrução do cenário nas investigações. Afinal, os últimos dias de Michael foram no quarto desse hotel.

OMG!

FBI sabia disso? Que novidade é essa agora?

Sem comentários.

E agora sim parece que o desaparecimento das fitas de vigilância, começa a ter algum sentido para nós. Se bem que o motivo é óbvio: não tem nenhum crime para mostrar.

Talvez ele realmente estivesse morando no Hotel, e usava a casa para despistar a imprensa. Usou a casa apenas para uma única finalidade: morrer nela.

Achei algo aqui.

Michael esteve no Hotel Bel Air em Abril de 2009, para uma reunião secreta com os seus acessores.

Ou seja: ele realmente frequentava o local!

Enquanto dois meses depois Michael estaria morto..

Foto dele deixando o Hotel:



[CONT..]

Morgan: Falamos sobre conceitos errôneos com Paris. Quais foram os equívocos sobre o Michael. O que você acha?

Kathy Hilton: Bem ele não era um “bobo”, mas era generoso, amoroso, doce, inteligente, esperto, e claro um pai maravilhoso. No Hotel Bel Air, ele não tinha nenhuma babá perto dele. E quando eu ia pegar as crianças para levá-las em algum lugar, ele estava escovando os cabelos, ou abotoando a blusa, e sempre tão caloroso e maravilhoso. E eu o amo. Toda a sua família, eles são realmente uma família maravilhosa, linda.

Morgan: Onde você estava quando soube que ele morreu?

Kathy Hilton: Eu tinha acabado de voltar para o hotel.

Morgan: Como você ficou sabendo da notícia?

Kathy Hilton: Minha assistente me disse. E eu literalmente cai no chão. Minha irmã veio, me pegou e fomos diretamente para a casa, porque eu achava que as crianças estariam lá.

Oi?

“..me pegou e fomos diretamente para a casa”
Se você olhar as imagens daquele dia, Kathy Hilton chega primeiro na casa de Michael do que a própria família dele.

[CONT..]

Morgan: Você foi ao hospital quando…

Kathy Hilton: Sim.

Morgan: Qual foi a cena de lá?

Kathy Hilton: As crianças, Sra. Jackson e todos os irmãos e irmã estavam no quarto. Eles só choravam e se abraçavam. E este é um pai que era assim com seus filhos. Ele era dedicado desde que eles nasceram, levantava cedo para estar com eles. E então Latoya e Randy me levaram para dizer adeus. Acho que se eu não tivesse visto, eu nunca iria acreditar que ele se foi. Porque mesmo ele sendo um amigo, ele era uma pessoa tão poderosa.

hehehe..

E as pessoas poderosas não morrem?

[CONT...]

Morgan: Ele estava ainda vivo quando você ..

Kathy Hilton: Não

Morgan: Você disse alguma coisa?

Kathy Hilton: Sim

Morgan: O que você disse?

Kathy Hilton: Eu coçei a cabeça, os braços, as pernas e os pé. Eu disse a ele que o amava muito, e você sabe, eu sussurrei algumas coisas engraçadas para ele, e foi isso.

“Eu coçei a cabeça, os braços, as pernas e os pé. ”

Nossa, que reação mais confusa. Ela realmente não sabia o que coçar.

“eu sussurrei algumas coisas engraçadas para ele”
Coisas engraçadas?

Realmente, o momento pede isso senhora Hilton.

Quem sabe? Talvez podemos contar uma piada.

Ela não estava em choque?

Incrível isso.

Aliás o corpo só não é liberado para visitas ,somente depois de exames?

Quero dizer..Karen Faye, Kathy Hilton e todo mundo entrava e saia da sala do necrotério?

Kathy diz que aquela era a hora de dizer adeus, como se depois não tivesse outra oportunidade para fazer isso. Não é essa a função de um velório, enterro e etc?

[CONT..]

Morgan: Um fim incrivelmente triste para sua vida, não acha?

Kathy Hilton: E ele era tão fabuloso no hotel. Acordava cedo todas as manhãs, brincava com as crianças. Realmente chocante.

E ela insiste em dizer que Michael estava morando no Hotel.

Por que ele morava em um Hotel, e de repente se mudou para essa casa o qual ninguém nunca viu ele lá? E mesmo assim ainda frequentava a antiga “casa” para reuniões de negócios, sendo que ele tinha a própria casa agora? Seria porque ele queria morrer perto da casa de Elvis Presley? +1

A forma como ela fala que Michael acordava cedo para brincar com as crianças, deixa claro que ele realmente morava no Hotel.

Aliás, cade a Grace na história? Kathy Hilton disse acima que Michael não tinha babás.

Morgan: Paris, você também conhecia Michael?

Paris Hilton: Sim. Eu me lembro, uma das primeiras lembranças que tenho dele, foi quando minha mãe nos levou para ver o vídeo da música “Thriller”. E nós ainda temos as fotos. Eu sempre o amei. Eu costumava ir a seus shows, e ele puxava eu e minha irmã até o palco, e então nós cantávamos lá em cima com ele. Eu sempre gostei muito dele. Ele era um homem tão incrível.



Kathy Hilton: Ele disse: – Kathy, eu gostaria de ir ver Paris. Eu disse: - Bem, ela está fora da cidade. E ele disse: – Bem, eu gostaria de ver seu estúdio de gravação. E eu disse: – OK, tudo bem. E ele simplesmente pulava do carro, era como 8:30 da noite.

Eu disse: - Nós não temos nenhuma segurança disponível agora. Vamos embora! Rick irá conduzir. Você pula nas costas. E assim as crianças chegaram, fomos todos para cima, e nós estávamos lá com Paris.

E ele gostava de olhar para tudo. Então, ele estava olhando para todos os quadros nas paredes, e ele amava arte. Em seu armário tinha todas as suas coleções de Pinóquio e Sininho. Ele também amava ouro.

Paris Hilton: Você pegou ele no estúdio.

Kathy Hilton: eu o levei para o estúdio, e ele começou a ver tudo.

Morgan: E ele era um talento extraordinário, não era? E tomou o seu nome, é claro, para colocar em um de seus filhos. Como isso te faz sentir?

Paris Hilton: Eu me sinto honrada.

Morgan: Foi um resultado direto?

Kathy Hilton: Você sabe, Latoya vai contar a história. Quando éramos mais jovens, todos diziam que quem tivesse a primeira garota ia ter o nome de Paris. E eu tive a primeira menina. Então eu tive que fazer isso primeiro.

Morgan: Você já viu as crianças desde que ele morreu?

Kathy Hilton: Eu os vi umas duas semanas atrás. Fomos jantar com eles. E eu não posso acreditar o quanto eles cresceram. Fomos até lá cerca de três semanas atrás.

Morgan: E elas estão sendo bem cuidadas?

Kathy Hilton: Ah, você está brincando? Eles estão em uma casa nova, e Sra. Jackson está lá. Eles têm uma casa incrível, linda, e com ótima segurança. Tivemos um jantar de família grande. Eles subiram e fizeram sua lição de casa, depois desceram e mostraram a avó, tomaram banho, falaram boa noite e disseram: “ Vovó eu te amo!”. Foi ótimo ver eles.

Morgan: Há um tipo de sentimento, porque eu acho que as ações judiciais envolvendo o eminente médico, a sua morte e tudo o mais, que ele havia se tornado uma espécie de personagem patético no final, viciado em toda a medicação e assim por diante. É um retrato impreciso, o que você acha?

Kathy Hilton: Bem, posso dizer que quando ele estava no Hotel Bel Air, não havia nenhum, digo não havia nada disso. Porque eu tinha, quero dizer, ele estava logo abaixo de onde a minha família estava. E nós conversamos o tempo todo. Na verdade, se quiséssemos ir em algum lugar durante o dia, então Michael dizia: – 1:00 embaixo na fonte. E se eu estivesse cinco minutos atrasada, na verdade eu já estava encima dele.

Ela está querendo dizer que eles eram como vizinhas, pois o quarto de Michael ficava abaixo do quarto dela.

Interessante ver que OUTRA PESSOA próxima ao Michael, afirma que ele não usava remédios.

#SHIU!

[CONT..]

Kathy Hilton: E ele estava com seus filhos. Eu acredito em meu coração que como ele entrou nessa de show, era difícil para ele dormir a noite. Provavelmente pelo cansaço. Ele não era um viciado em drogas. Ele tinha apenas problema para dormir.

Morgan: Como você acha que será o legado de Michael Jackson?

Kathy Hilton: Bem, eu acho que agora que ele se foi, todo mundo percebe que ele era uma pessoa boa, todas as coisas maravilhosas que ele fez para a caridade. E é interessante que não ouvimos.. bem, eu não vou entrar em nada disso, mas ele deixou três filhos lindos.

Morgan: Eles serão o seu legado

Kathy Hilton: Absolutamente.

FIM!

Engraçado que em nenhum momento foi citado a presença Murray no Hotel, e o mais interessante ainda é que não conseguimos traçar a presença de Murray na vida de Michael.

Digo..

Se Michael não usava remédios como todos dizem, onde é que Murray estava? Já sabemos que Michael nunca teve problemas cardíacos.

SHUT!

De fato Murray é um fantasma, que só apareceu DEPOIS que Michael morreu.



O casal Hilton realmente foi para a casa de Michael no dia da sua “morte”, mas eles chegaram a casa de Michael antes da própria família dele.


Eu não estou afirmando que a família Hilton saiba de algo, estou apenas chamando a sua atenção para as contradições.

É isso que devemos fazer: questionar, olhar as coisas desconfiadas, e refletir o porquê eles falam isso.

A família traça um perfil de Michael que não existe! Ele não era um viciado em remédios, e muito menos um doente patético.

Outra coisa,

Kathy Hilton sabia que La Toya estará HOJE na CNN. Quero dizer….não poderia existir um acordo entre elas?

#reflita

Enquanto houver algo de errado, tudo será POSSÍVEL!

O caminho dos paradoxos é o caminho da verdade

Vocês sabem, eu adoro uma contradição.

Michael is alive!


Fonte: Mulheres Luxo

0 Comments:

Post a Comment