BLOGGER TEMPLATES AND Gaia Layouts »

14 de jun de 2010

Joe culpa Katherine pela morte de Michael





Leiam
isto:

Em
uma entrevista exclusiva apenas 12 dias antes do primeiro aniversário
da morte do cantor, Joe fala pela primeira vez como ele culpa a mãe do
Reio do Pop pela morte do filho, e por não salvá-lo das drogas de
prescrição que o matou. A acusação surgiu quando o casal esteve
frente a frente na mesa de necrotério onde estava Michael.


“Katherine
estava chorando incontrolavelmente e muito chateada. Mas eu não lhe
dei um abraço, porque eu estava bravo com ela e gritando:” desabafa
Joe, 80, que diz que passou meses pedindo a ela para colocar o cantor
em uma reabilitação para drogas e prescrição de seu vício.

“Eu
disse, ‘Se você tivesse me escutado Michael estaria vivendo agora!”
Fiquei pensando sobre o tempo que eu tinha ficado na frente dela
dizendo que tinha algo de errado.


“Eu não poderia engolir os meus sentimentos. Katherine não disse uma
palavra – eu tinha que ficar longe dela. Se ela tivesse feito o que eu
pedi, Michael estaria aqui hoje. Estou furioso com ela. Ela poderia ter
feito a diferença. ” Mas Joe também confessa que também falhou com o
seu filho, ao abrir seu coração sobre a angústia ao longo do anos que
família Jackson tem enfrentado desde a tragédia. Ele conta como
Katherine, 80, ainda está em profunda tristeza, enquanto filhos de
Michael Prince , 13, Paris, 12, Blanket oito estão se recuperando bem
da perda de seu pai. E ele revela que Paris e Prince tem visto a mãe
biológica Debbie Rowe, 50, pela primeira vez desde a morte de Jacko.

Durante
anos, o ex-gerente Joe – do Jackson 5 – foi pintado como o pai
demoníaco acusado de bater na estrela durante sua infância. Mas ele
ainda nega as acusações – e olhou chocado como ele reviveu os meses
preocupante até Michael sofrer um ataque cardíaco em 25 de junho do
ano passado – causada por uma overdose de drogas Propofol e um coquetel
de pílulas para dormir.

Joe
diz: “Eu só vi um par de vezes em seus últimos meses – e ele parecia
fraco, magro como se ele precisasse dormir um pouco. “Ele nunca tinha
aquele brilho nos olhos, que ele tinha no palco. Eu não sabia que ele
era viciado em drogas, mas algo estava errado.“Eu
registrei-lhe uma nomeação para ver o meu médico, mas quando eu disse:
“Vamos lá”, ele criou uma história e disse que estava bem. “Quando eu
lhe perguntei o que estava acontecendo – ele disse que estava bem , mas
se eu pressionava ele, ele saia da sala e desaparecia. ” Foi muito
frustrante. “



Enquanto isso, Jacko foi crescendo cada vez mais paranóico. “Ele
ficava dizendo que ia ser morto, e tinha medo de ser baleado no
palco”, diz Joe. “Ele sempre nos disse: ” Eles estão
atrás de meu catálogo de músicas, mas ele nunca disse o que ele queria
dizer com isso. “

As
preocupações de Joe com o seu filho só aumentaram depois que Jackson
concordou com um retorno em um acordo de 25 milhões com a AEG em
dezembro de 2008 ‘om a turnê “This is it”


Quando
se aumentou o número de shows para 50 shows, Joe diz que seu filho
aflito pediu para diminuir a carga do trabalho, pois temia a exaustão.
Então Joe encontrou o chefe da AEG, Randy Phillips para pedir a
diminuição dos shows.


“Michael
me disse que tinha assinado por apenas 15 shows, mas estava fazendo 50
anos, e era muito de uma só vez”, diz Joe. “Eu avisei para Randy
que Michael seria empurrado para cansaço. Zanguei-me e comecei a
gritar, mas Michael e sua mãe sentaram no canto e começaram a
rir.

“Assim
como Katherine, ele não conseguia lidar com os confrontos. Randy disse
que iria resolver isso, mas nada aconteceu.


“Depois que eu saí da sala, e eu disse adeus a Michael. Eu lhe disse
que ia falar com ele em breve – mas eu nunca fiz. Foi a última vez que o
vi. “Eu gostaria de ter feito este homem ficar longe dos
shows. Eu sabia que ele nunca faria, mas eu nunca pensei que ele ia
morrer. Pouco depois do meio-dia em 25 de junho do ano
passado, Joe recebeu um telefonema em sua casa em Las Vegas enquanto
assistia o noticiário da TV.

“Foi
um fã que me disse que Michael estava sendo levado de casa em uma
maca. Em seguida, veio a notícia dizendo que ele teve um
ataque cardíaco”, diz Joe.


“Eu sabia que precisava chegar a Los Angeles, mas depois que recebi o
telefonema de La Toya me senti irreal.

Devastado
Joe foi para o complexo da família Jackson em Encino com outros
membros que disseram seu adeus final ao Rei do Pop, na sala de
emergência do hospital UCLA em Westwood. “Eu não queria ver Michael
deitado daquele jeito, não é assim que gostaria de lembrar dele”


“Eu não derramei nenhuma lágrima, mas talvez eu deveria ter isso. Eu
me senti com raiva que meu filho tinha ido embora.”


“No final do mês que Michael estava vivo, eu lhe disse muitas vezes
que eu não poderia chegar até ele – e que ela precisava ajudar seu
filho,” desabafa Joe.
Joe disse chorando para
Katherine que ela poderia ter salvo seu filho





“Eu
implorei a ela para ir lá e ficar com ele, mas ela insistiu que ele
precisava de sua privacidade e deu-lhe a folga, ela achava que ele
precisava. A criança vai ouvir a sua mãe mais do que seu pai – ele
certamente ia ouvi-lá.


Joe
diz que Katherine ainda não se recuperou da morte de seu filho.


“Ela não é um escudo da mulher que ela era. Ela tem dores de cabeça,
não consigue dormir e não sabe como lidar com esses problemas -
como Michael ela prefere fugir.”

Mas
os filhos de Michael estão indo da força à força. “Eles adoravama
seu pai- mas eles se recuperaram bem. Os poucos primeiros meses foram
difíceis, mas agora eles estão desfrutando a vida em Encino,” diz Joe.
“Michael fez certo ao dar uma educação rígida, e certificou-se que
estudassem muito e só foram autorizadas a assistir à TV nos fins de
semana. “Ele era um grande pai, mas rigoroso. Agora os jovens são os
mais espertos e Michael treinou eles a ter consciência do mundo e seus
perigos.”

Ele
acrescenta: “Nós demos-lhes mais liberdade e eles parecem adorar. Eles
agora têm TVs e computadores. Paris é o líder deles. Ela está
crescendo rápido e tem de ser vigiada de perto. “Estou bastante certo
de que ela pode ser qualquer coisa que ela queira ser. Como todos os
Jacksons ela tem esse gene de artista.

“O
Prince é mais silencioso, mas toda vez que eu vejo ele tem um
instrumento musical diferente em sua mão. Blanket é o mais parecido com o
seu pai. “Quando eu olho para ele, ele me lembra o que meu filho era
como naquela idade. Assim como Michael, ele pode dançar muito bem. É
possível que eles vão entrar em showbusiness. Seria um orgulho para o
Michael.”

Ele
revela que Paris e Prince conheceu sua mãe biológica Debbie Rowe, 50,
no início deste ano, pela primeira vez desde a morte de Jacko.


“Debbie veio com alguns presentes e conversou com as crianças. Sabiam
que ela era sua mãe, mas não fez um grande barulho”, diz ele. “Foi tudo
feito em cerca de dez minutos, mas foi uma boa reunião. O que foi
dito, ninguém impediu de Debbie de ver as crianças. Katherine e ela
tem um bom relacionamento.”


Agora Joe está ocupado lutando pela justiça por seu filho, cujo médico
Conrad Murray, 56, foi acusado de homicídio em fevereiro passado.


E ele está a tomar medidas legais contra a empresa de shows AEG, bem
como os advogados de 2002, que dibulgou os 40% dos bens para
Katherine.


“Ela
ainda não viu um centavo. Cuidou de Michael Katherine toda a sua vida –
ele estaria desgostoso com isso”, diz Joe.

Ele
afirma que também se culpava pela morte de Michael. “Eu tentei ajudar
o Michael, mas eu sinto que poderia ter sido mais agressivo no sentido
de obter acesso a ele”, diz.


“Apenas uma vez eu derramei uma lágrima por ele e que estava em uma
coletiva nas Bahamas para receber um prêmio . Quando tocou as suas
músicas durante a homenagem, as lágrimas cairam no meu rosto.


“Eu me sinto com muita raiva que ele está morto. Ele não vai descansar
em paz até eu descobrir o que realmente aconteceu.”

Joe
permaneceu inalterada pelo público a percepção dele como um insensível
tirano.


Michael
infelizmente despediu ele como seu empresário, admitindo que o fez por
ter medo e nunca sentir qualquer amor.


Mas Joe diz: “Eu não sei porque Michael disse essas coisas. Se eu não
fosse estritamente bom, teria terminado como gangues de ruas. Coloquei
uma enorme quantidade de trabalho para fazer com que ele se
desenvolvesse para o show business.


“Ele sabia que ele me amava. Lamento que eu não dizer adeus
corretamente. Eu quero que o seu legado viva para sempre.”

—————

Hmmm..

Eu estou muito confusa!

Ou Murray matou Michael..ou Michael
se matou de forma indireta?

Não consigo entender porque a
família diz estar correndo atrás de justiça pelo Michael, mas ao mesmo
tempo ajuda a inocentar Murray ao dizer que Michael era um viciado.

Será que ninguém alertou eles que
falando isso, estão alimentando a argumentação que irá ser usada para
inocentar Murray? (WTF)

Leiam isso de novo “Ele ficava dizendo que ia
ser morto, e tinha medo de ser baleado no palco”

GENTEEEEEE!!! Ninguém tem uma
paranóia assim se não tem algum motivo.


E de novo vemos a afirmação de que
Michael corria risco de vida!!!!


Eles estão atrás de meu catálogo de músicas, mas ele nunca disse que
ele queria dizer com isso. “

Hmm..o
tal e ambicioso catálogo. Se lembram da La Toya dizendo que mataram
Michael por causa do catálogo? lalalala

“…mas
Michael e sua mãe sentaram no canto e começaram a rir..”

Opa! Me perdi aqui. Como que Michael
está aflito e preocupado em não conseguir cumprir os 50 shows, e começa
a rir quando o pai tenta ajudar ele? Hãmm?

R.I.R

Vamos
pensar juntos sobre isso?

Sigam a minha linha de raciocínio, e
leiam as frases ditas por Joe abaixo:


“Eu
gostaria de ter feito este homem ficar longe dos shows. Eu sabia que
ele nunca faria, mas eu nunca pensei que ele ia morrer.

Ele sabia que Michael nunca faria os shows?
E o que ele ia fazer? FUGIR!?!?

Conseguem achar outra saida faltando
menos de um mês???

Contrato é contrato!
Ele não tinha saida..


“Assim
como Katherine, ele não conseguia lidar com os confrontos. Randy
disse que iria resolver isso, mas nada aconteceu.

“..como
Michael ela prefere fugir.”

E o que Joe disse acima?
Que quando foi falar com Randy sobre os shows, Michael e Katherine
sentaram no canto e começaram a RIR! E qual era a preocupação de Michael?
Em cumprir os 50 shows, pois de fato ele não queria fazer isso! E o que
Michael faz como a sua mãe de acordo com Joe? Ele prefere FUGIR?!?

Agora me diga:

- Por que Michael iria rir se ele
estava preocupado com isso?

Seria porque ele já estava se
preparando para FUGIR assim como a sua mãe? #tenso

“Foi
um fã que me disse que Michael estava sendo levado de casa em uma
maca.

OMG! Eu queria saber que fã é essa
tão privilegiada que tem o número de celular do Joe. Aliás, que forma
estranha de saber sobre a notícia do filho não? Ele
estava vendo a notícia na TV e uma fã ligou? Oi?
Não era mais fácil e mais REAL ligar para os outros filhos?
#complexo

E somente eu achei estranho o
comportamento do Joe? Ele sempre foi frio, quieto e amargo..e
de repente acusa a pessoa que Michael mais amava pela morte dele?
Ele é pai dele!! Pois bem..sem comentários


Enfim..

Joe está muito ocupado lutando por
justiça pelo filho. E será que isso inclui a justificativa para cancelar
o tributo pela segunda vez? Afinal, pela segunda vez fãs
compram ingressos..

Eu disse que esse tributo NÃO IA
ACONTECER!

E falando em tributo cancelado,
estão falando que o cancelamento aconteceu porque os fãs estavam
comprando ingressos achando que o Michael iria aparecer vivo. Bom
me desculpem, mas para mim isso foi uma justificativa muito muito e
muito fraca! Por que raios iriam dar atenção para as fantasias dos fãs?
MEU DEUS! Cancelaram uma tributo MUNDIAL devido a “loucura” de fãs?
E onde entra a compreensão com os demais fãs que COMPRARAM os
ingresso? Ou não venderam
ingressos o suficientes, ou foi por OUTRO motivo? lalala

Eles usam a nossa teoria que eles
dizem ser surreal para justificar o cancelamento?

É SÉRIO! Essa justicativa SIM é
muito surreal

Enfim..

Michael is alive!

Link
da notícia:

http://www.newsoftheworld.co.uk/showbiz/845242/Michael-Jacksons-dad-blames-wife-for-Jackos-death.html


Fonte: Mulheres luxo

0 Comments:

Post a Comment