BLOGGER TEMPLATES AND Gaia Layouts »

21 de out de 2011





Mais um dia de Julgamento se passou, e cada vez mais estamos chegando ao “Fim”. Mesmo que no momento isso denote ser um pouco dificil.

Hoje não tivemos nada que nos exigisse muita atenção, e sim uma aula de como aplicar propofol.

Sinceramente, não entendi o sentido disso.

Está bem óbvio que Murray não deveria ter usado dessa forma o propofol, assim como ele têm mais do que motivos de sobras para ser condenado.

Agora,

Gastar 2 dias com videos ensinando como aplicar propofol, bem isso é no minimo cansativo.

Porém, eu notei uma pequena contradição nisso.

Durante o Julgamento de hoje foi apresentado um relatório, onde dizia que a pequena quantidade de Lorazepam encontrado no corpo de Michael, provava que ele não ingeriu os comprimidos perto do momento da sua morte.



E dai?

Isso entra em total contradição com o que foi dito dias atrás, quando falaram que o exame toxicológico de Michael Jackson apontou positivo para o remédio lorazepam.

Então..Michael ingeriu ou não ingeriu Lorazepam antes de morrer?



Se você acompanha esse Julgamento desde o começo, sabe que quase todos eles dizem que Lorazepam foi o remédio citado por Murray, quando perguntaram o que ele tinha dado para Michael, com o objetivo de desviar assim a atenção do propofol.

Tudo isso só prova que Murray estava mentindo, ao dizer que deu Lorazepam para Michael?

Eu poderia te dizer que sim, se até ontem o Lorazepam não estivesse presente na boca de quase 70% das testemunhas.

Lembre-se: que o exame toxicológico de Michael Jackson também apontou positivo para lidocaína, diazepam, lorazepam e efedrina, e deu negativo para drogas ilegais como maconha, cocaína, metanfetamina e outros.

A descrição foi feita pela investigadora Elissa Fleak, que examinou o quarto de Michael.

Então..Michael ingeriu ou não ingeriu Lorazepam antes de morrer? +1

Vamos falar sobre a continuação do depoimento de Steven Shafer:

“Especialista diz que a droga que matou MJ é boa“



O anestesista Steven Shafer foi a primeira testemunha a depor nesta quinta-feira, 20, na retomada do julgamento de Conrad Murray. Nesta quinta, o anestesista afirmou que Jackson morreu, provavelmente, porque sua língua obstruiu o fundo de sua garganta impedindo a passagem do ar. Segundo o médico, bastava que alguém tivesse elevado o queixo dele.

Shafer também disse que Conrad Murray cometeu 17 “violações”, nos procedimentos médicos padrões que contribuíram para a morte de Jackson.

O especialista em medicamentos anestésicos, Steven Shafer, disse, nesta quarta-feira, durante julgamento do médico do cantor, Conrad Murray, que o propofol, droga culpada pela morte de Michael Jackson em 2009, segue ótimo quando administrado corretamente.

O médico de Michael Jackson agiu como “um empregado” ao obedecer ao cantor dando a ele o sedativo que pedia, e cometeu “violações intoleráveis” de sua profissão, denunciou nesta quarta-feira um especialista em anestesiologia, durante o julgamento de Conrad Murray, em Los Angeles.

[...]

“A droga que matou Michael Jackson é boa”

Esse comentário soa até um pouco “ironico”, mas prometo que sobre isso eu não vou comentar.

Apenas um único desabafo:

- 2 dias ensinando como aplicar propofol

- pacientes com “medo” do remédio que matou Michael

- A droga que matou Michael Jackson não é perigosa

= esforço com o objetivo de convencer as pessoas, de que por mais que Michael tenha morrido disso, o propofol não é um remédio perigoso.



Bem diante de tanto “tédio”, quero compartilhar um artigo que saiu sobre a Hoax Death de Michael Jackson

A conspiração de Michael Jackson:
Ele foi assassinado? Ele está mesmo morto?

Com a continuação do Julgamento de Conrad Murray em Los Angeles, a vida de Michael Jackson parece mais controversa do que nunca. Mais de 40 anos atrás, apoiado por seus quatro irmãos e com apenas 10 anos, Michael Jackson se aproximou do microfone e cantou um dos clássicos de Jackson Five, conhecida com a canção “I Want You Back”. Hoje, milhões de seus fãs em todo o mundo estão dizendo o mesmo para ele, e se perguntando se ele realmente deixou a todos.

Desde a morte de Michael, perguntas não respondidas permanecem em relação ao que realmente aconteceu com o rei do pop.

Demorou oito meses para os investigadores apresentarem as provas, e acusar Conrad Murray por homicídio culposo. Ele era o médico pessoal que estava com Michael , quando seu coração parou de bater. Porém alguns membros da família do ícone do pop, e seus mais fervorosos fãs ao redor do mundo, afirmam que focar apenas em Murray é um erro.

Os irmãos de Michael Jackson; Jermanie e La Toya; estão entre aqueles que alegam que sua morte foi resultado de uma trágica conspiração para matar a estrela, e que Murray não cometeu o crime sozinho. Outros dizem que Michael forjou sua morte “estilo Elvis”, para escapar dos holofotes da mídia que o cercavam.

O que realmente aconteceu?

Em nossa galeria de fotos da “morte” de Michael Jackson, está incluindo uma que supostamente se trata dele morto.

[...]

Hmmmm…

Como podem ver, não somos os “únicos” que acham tudo isso uma contradição!

Não é interessante isso?

Nada é certo, tudo é uma contradição.

“Outros dizem que Michael forjou a sua morte “estilo Elvis”
Posso levantar a mão?

Era esse o objetivo de Michael! 

De citaram ele e Elvis como sinônimos da “loucura”, pelo simples motivo de que ambos não “morreram”.

Como as pessoas não percebem isso?

WTF!

Bem,

Eu realmente já cansei de falar sobre isso aqui.

Se a família diz que Michael foi assassinado, então por que raios eles não dizem isso para a Justiça?

Cade os demais “acusados” sentados ao lado de Murray?

É sério isso!

Como podem proclamar por algo, mas não fazer nada para alcançar tal coisa?

Isso é no mínimo estranho.

Enquanto o fato de citar Elvis nessa História, nós teríamos mais de 30 motivos para alimentar isso, e não apenas para afirmar que ele queria “fugir da midia”

Oh Guys!

Por hoje é isso.

Interessante mesmo será as testemunhas de Murray.

Qual será o grau da criatidade deles?

Enfim,

Nenhuma grande descoberta foi feita sem um palpite ousado

Arrisque-se!

Michael is alive! 

Fonte: Mulheres Luxo





Após cinco dias de “recesso” e final de semana, finalmente o Julgamento de Conrad Murray voltou a ser notícia.

Porém, o dia não foi muito “grandioso” sabe?

O que apenas aconteceu foi a testemunha tentando dizer:

- Ei guys! Propofol não é tão perigoso assim. Você pode confiar em seu médico

(Desde que ele não seja Conrad Murray) 

Será que agora Murray aprendeu a aplicar o propofol?

Quem acompanhou esse Julgamento ontem conferiu a “queda do sinal”, que simplesmente não tinha motivo algum.

O único motivo supostamente seria que eles não podiam mostrar, as tais provas que estavam sendo passadas naquele momento.

HAH!

Depois de passar Michael morto, o que poderia ser pior que isso? 

Sei..

E foi durante esse “recesso” tão misterioso e por razões tão confusas, que a HTL postou a seguinte frase em seu Twitter:

“O Júri é sempre mantido em um local seguro, além disso eles não saem para almoçar para que ninguém tenha acesso a eles”

Realmente!

Ninguém nunca saberá quem eles são, porque é fácil justificar essa ausência visível em algo “confidencial”, que deve ser mantido em segurança.

Por outro lado enquanto a emissora predileta de La Toya atualizava os fãs, o Juiz começou o julgamento dizendo: “Eu perdi os jurados!”, enquanto os demais presentes riram do comentário

“Eu perdi os jurados..”
Seria pelo simples motivo de que não existe jurado algum?

#reflita 

Esse Juiz tem um ótimo senso de humor!

Aliás, como eu disse acima a emissora predileta de La Toya é a HTL. A irmã de Michael Jackson vive dizendo: “Acompanhando o tribunal pela HTL”, enquanto ela não acha necessário estar presente no Tribunal do assassino do irmão. 

Ela diz: “Acompanhe o Julgamento pela HTL!”

E o mais incrível é que mesmo com as câmeras desligadas, a HTL postou sobre o tom de ironia do Juiz ao dizer que perdeu os jurados.

Bem eu só queria quebrar o gelo,

Afinal o que irá ficar de pé, se a minha liberdade cair?

Cerca de 5 dias atrás saiu a seguinte matéria na TMZ:



Se for condenado, Dr. Conrad Murray poderá ficar em prisão domiciliar:
Se for condenado, o médico acusado pela morte de Michael Jackson poderá não passar um único dia na cadeia normal. O Dr. Conrad Murray deverá terminar em prisão domiciliar, com uma sentença de no máximo quatro anos.

Uma nova lei que entrou em vigor na Califórnia em outubro afirma que, por causa da superlotação, criminosos não violentos não podem ser enviados para prisão do Estado. Como Murray é acusado de homicídio culposo, o caso se enquadra na lei e, no lugar, ele irá para prisão especial.

O tempo da prisão do médico também pode variar, baseado em dois fatores:

Histórico criminal e risco à comunidade. Como ele não tem nenhum antecedente e foi considerado não perigoso pelos oficiais, deve ficar em prisão especial por pouco menos que a metade do tempo previsto, ou seja, 2 anos.

Então, se a cadeia estiver superlotada, Murray deverá ser enviado para prisão domiciliar com uma pulseira de monitoramento eletrônico. Mas, de acordo com um funcionário da prisão de Los Angeles, provavelmente ele não irá para casa logo após a condenação e deverá esperar algum tempo antes que as portas da prisão especial se abram.

[...]

Oh God!

Desculpa, mas eu ri!

Eu sempre falei isso aqui: ele é acusado por homicídio culposo! Não compare Murray com um assassino.

A amizade entre Michael e Murray só ajuda a afirmar que Murray NUNCA teve a intenção de matar Michael, e isso muda tudo.

“Uma nova lei que entrou em vigor em outubro afirma que, por causa da superlotação, criminosos não violentos não podem ser enviados para prisão do Estado. Como Murray é acusado de homicídio culposo, o caso se enquadra na lei e, no lugar ele irá para prisão especial”

Que coincidêndia essa Lei entrar em Vigor justo em outubro!

Eles levaram tanto tempo para começar esse Julgamento, e de repente quando começam, 7 dias depois essa Lei começa a ser usado.

Que sorte!



E além disso é claro, entra algo que também já falei aqui.

Murray não possui antecedentes criminais, possui ensino superior, e não representa risco para a sociedade.

Damn!

Por isso eu não me “abalo”, pelo simples motivo que já podemos adivinhar qual será o destino de Murray.

E sabe o que ajuda ainda MAIS o médico?

Katherine Jackson!

Saiu hoje: “Após dois dias de discussão sobre os remédios no corpo de MJ, a promotoria decidiu não usar Prince como testemunho. De acordo com a CNN, Katherine Jackson não quer expor o neto”

Como eles podem abrir mão da principal testemunha?
Murray agradece!

Então depois se Murray for preso, e a família vir a TV dizendo: 
- A Justiça não foi feita

Isso não passará de hipocrisia.
Me desculpa!

Uma coisa é expor o menino, e outra BEM diferente é usar ele para prender o assassino do pai

Ele é tão ingenuo assim que não tem a noção do que está acontecendo? Tsc..

Enfim,

Leia seriamente isso:
“Se for condenado, o médico acusado pela morte de Michael Jackson poderá não passar um único dia na cadeia normal”

Hmmm 

Testemunho de Steven Shafer: especialista em propofol

Ele voltou para terminar seu depoimento, e apresentou um longo e cansativo video demonstrando a forma correta de aplicar o propofol. 



Especialista alerta sobre o uso correto de Propofol

Após seis dias de recesso para analisar o conteúdo encontrado no estômago de Michael Jackson, o tribunal de Los Angeles abriu as portas nesta quarta-feira (19) para mais um dia do julgamento do Conrad Murray, médico acusado pela morte do cantor. Caso seja considerado culpado, Murray poderá pegar até quatro anos de prisão e perderá a licença para medicar – que, atualmente, está suspensa.

O primeiro a testemunhar nesta quarta (19) foi o anestesista Steven Shafer que já tinha começado a depor na última sessão. Ele é especialista em Propofol e quer provar que o médico Conrad Murray foi negligente no tratamento do astro do pop.

O anestesista fez questão de começar esclarecendo à opinião pública que o medicamento propofol, que levou à morte do cantor em 2009, é seguro se usado em condições corretas. Shafer disse que por causa desse incidente o anestésico passou a ser visto com desconfiança, mas, segundo ele, trata-se de uma “droga excepcional”.

O especialista ainda disse que todos os dias pacientes lhe perguntam se ele vai usar “a droga que matou Michael Jackson”. “O que aconteceu nesse caso não tem nada a ver com a experiência [dos pacientes] quando consultam um médico para um procedimento”, disse a testemunha.

Steven Shafer deve ser a última testemunha de acusação no julgamento de Conrad Murray por homicídio culposo.

Os advogados de Murray começarão a chamar testemunhas na sexta-feira (20). Eles planejam convocar 15 pessoas, entre elas detetives policiais e Randy Phillips, o chefe da AEG Live, empresa responsável pelos shows que Jackson faria em sua volta aos palcos.

Chernoff disse que a maioria das testemunhas será breve e que a defesa encerrará seu caso até quarta-feira (26).

Os advogados de Murray também vão chamar um dos colegas de Shafer, o Dr. Paul White, para tentar contra-atacar o caso da promotoria.

[...]

Bem como eu disse no começo do post, me parece que o único objetivo da testemunha era PROVAR que o propofol é de fato seguro, e que as pessoas podem continuar confiando em seus médicos

Apenas isso.

Afinal, as coisas realmente devem ser explicadas de forma correta. Esse é o preço de lidar com o público.

Que venha as testemunhas de Murray! Eu realmente estou ansiosa por isso.

Agora quero compartilhar algo com você,

Não é novidade para ninguém que acredito que a foto da autópsia é fake!

Então,

Estive observando a semelhança da foto, com uma foto de Michael em “In the closet”

Eu fiz uma simulação no photoshop:







O que eu disse quando saiu a foto da maca?

Que Michael estava sem o furo do queixo!

Eis que surge a foto da autópsia, e o furo do queixo ressurge “de repente”

Você parou para observar que o próprio rosto do Michael na foto da autópsia, é formado por quase 3 tonalidades de cores na pele?

Sendo que em “This is it” ele estava com a pela branquinha, mas na ambulância está com a pele morena.

E isso não é maquiagem.



Outro fato curioso!

Na foto da autópsia e maca Michael está com cabelo curto, sendo que na ambulância ele está com cabelo comprinho. Nós já falamos sobre isso aqui

E dai?

Curiosamente lembra “You are not alone” onde ele estava com cabelo curto, assim como o furo do queixo que também está presente



(risos)

Por que está me criticando?

Montagens é o que mais temos aqui.

Não seja cruel!

O que Brian Oxman disse mesmo?

“It´s a photoshop! This is a fake!”

Que venha a próxima!

A descoberta consiste em ver o que todo mundo viu, e pensar o que ninguém pensou.

O que você está vendo?

Michael is alive! 

Fonte: Mulheres Luxo





Boa Noite!

E eu achando que finalmente Murray ia abrir a boca, então de repente eles decidem criar um recesso para o Julgamento só voltar na segunda-feira

WTF!

Primeiro disseram que Murray não iria hoje, depois disseram que Murray ia falar hoje, e agora por um motivo “fantasma” eles pedem recesso?

Ah! Por favor.

Se bem que um “stop” as vezes é bom. Nunca foi ruim respirar…

Quero deixar claro mais uma vez: no meu ponto de vista a foto da autópsia foi FORJADA sim, e eles criaram aquelas manchas de luminosidade que seriam Vitiligo, com o intuito de parecer que era Michael.

Não podemos afirmar que aquilo são DOIS CORPOS, mas que aplicaram efeito naquela pele, isso é óbvio. (Na minha humilde opinião)

Aliás, adorei ver esse borrão no joelho do Michael 

= outra prova de que foi FORJADA!



Consegue perceber? Não existe uma curva perfeita ali. Parece que existe um “quebra mola”

Hmm..talvez algumas pessoas tenham dificuldade em ver isso.

Existe uma ferramenta no photoshop chamada de “borracha”, assim como os “Blur” que provocam esses borrões na imagem.

Esse “defeito” ou “falha” pode acontecer quando você seleciona uma imagem que deseja aplicar tal efeito; com no caso aqui é deixar mais claro; mas por não ter prestado atenção você acabou pintando também a parte de fora da perna, provocando assim o borrão. Isso é uma hipótese! Vários caminhos provocam o borrão, assim como o efeito que pode ser visualizado melhor na foto inteira. Faça o teste! 

Enfim,

Hoje fiquei olhando com cuidado esse Julgamento.

Não é “divertido” observar que parece ter uma área mínima? Ninguém consegue ver a família chegando, o Juiz saindo, o acusado almoçando e por ai vai.

Sabe..eu sempre falo o mediano e penso o melhor, ou então você irá me chamar de louca.

Eles costumam comparar o Julgamento de Murray com o Julgamento de O.J Simpson.

A única diferença é que o Julgamento de O.J Simpson mostrava o Tribunal inteiro, menos a identidade dos jurados que acredito por questão de segurança. Por outro lado nesse Julgamento REAL você tinha uma visibilidade do público atrás, assim como a amplitude do local.





No caso do Julgamento do Murray o local parece tão “pequeno”, que a sensação que tenho é que o meu quarto é maior. Apenas uma câmera, um ângulo. E já repararam? O banco de trás do Murray está quase sempre vazio..

Não estou afirmando nada, apenas observei isso…

Bem,

Os beLIEves que acompanham essa História desde 25 de Junho, com certeza já ouviram falar sobre Deepak Chopra.

Se lembram?

Ele esteve cerca de 2,3 dias atrás dando uma entrevista para a CNN com o objetivo de divulgar o seu livro, e aproveitou para falar sobre o Julgamento de Murray.

Afinal, Deepal Chopra é “amigo” de Michael Jackson

Então ele falou o seguinte:



“Michael Jackson era um “viciado” e sua morte foi “um acidente”
O autor de um best-seller de auto-ajuda, Deepak Chopra foi convidado para falar sobre o seu novo livro “Guerra das visões de mundo”. Ele também falou sobre Michael Jackson, o qual ele conhecia muito bem. Deepak foi direto: “Michael era um viciado em substância controlada”, disse para Piers Morgan. “Ele poderia ficar fora e depois estava nisso de novo.”

Chopra também falou especificamente sobre o Julgamento de Dr. Conrad Murray: “Ele não esperava morrer”, disse Chopra. “Um acidente. Dr. Conrad não tinha intenção de matá-lo. Ele usou uma droga que não deveria ter sido usada fora de uma sala de cirurgia, e então ele calculou mal a dose. Havia provavelmente outras coisas no corpo de Michael. Foi uma tragédia.”

[...]

Hmm…

Infelizmente eu concordo com o que ele diz.

E não estou julgando Michael ok?

O que eu quero dizer é: TUDO nos aponta que Michael era um viciado em drogas, assim como a própria família que tem ajuda a consolidar essa afirmação.

Enquanto do outro lado vemos sim um TRAGÉDIA causada por um erro grotesca de Murray, mas que não denota ter tido em nenhum momento a intenção de matar Michael.

Francamente!

Não temos como comparar um assassino com Murray, assim como Murray não está sendo Julgado como um assassino ou pscicopata. Ele está sendo Julgado como um médico que errou FEIO, mas que não tinha a intenção de errar.

E claro que esse tipo de afirmação em público só ajuda a inocentar Murray

Como “duvidar” das palavras de um amigo de Michael?

Bem,

Mas por que eu estou falando sobre isso?

SIMPLES!

Deepak Chopra em 26 de Junho de 2009 disse a seguinte frase:

Michael Jackson queria “ir embora” como Elvis Presley

Michael Jackson já havia dito que queria “sair como Elvis” quando morreu, de acordo com Deepak Chopra. Chopra, 62, revelou que seu filho viajou com o Rei do Pop durante sua turnê Dangerous: “Meu filho Gotham viajou com Michael em sua turnê Dangerous, quando ele tinha 13 anos.

Ele disse que seu filho se arrepia até hoje, quando repete que Michael disse para ele: “ Eu não quero ir embora Marlon Brando. Eu quero cair fora como de Elvis”. Chopra também revelou que falou com a estrela dois dias antes de sua morte, e ele parecia “excitado”. Dois dias antes, ele me chamou em um estado de espírito otimista e animado.

[...]

*Go out pode significar ir embora, cair fora, sair e etc

Nesse contexto Michael quer dizer que queria “ir embora” ou MORRER como Elvis

Desculpa, mas eu ri

“..Eu quero ir embora como Elvis”
Outro dia me falaram:

- Por que você insiste em ligar Elvis com Michael?

Francamente!

Por que será? 

Admiro quem ignora esse tipo de coisa..

Sabe o que lembrei?

Quando um dos responsáveis por THIS IS IT disse:

- É o velho chavão de Elvis deixando o recinto

E como eu disse acima: essa declaração dele foi UM DIA APÓS Michael morrer

Ou seja: em 26 de Junho (último show de Elvis) já falavam que Michael queria morrer COMO ELE

WTF!

Pouco importa se esse cara está falando a verdade ou não, mas o que importa mesmo é que ele ADMITE que Murray nunca teve a intenção de matar Michael. E isso FAZ TODA A DIFERENÇA!

Então vamos falar sobre o décimo segundo dia do Julgamento?

Mais contradição para não perder o costume

Especialista em doenças do sono diz que uso de Propofol em MJ foi ‘inconcebível’



Os cuidados do Dr. Conrad Murray para com Michael Jackson que antecederam a sua morte foi tão inadequado que violava o juramento de Hipócrates e ética fundamentais que todos os médicos juram, disse aos jurados um revisor para o Conselho Médico da Califórnia.

Nader Kamangar, médico especializado em cuidados intensivos pulmonares e medicina do sono, disse durante o julgamento de Murray que a administração do anestésico propofol fora de um ambiente hospitalar era “inconcebível”.

Kamangar concluiu em um relatório para a junta médica que a conduta de Murray envolveu vários desvios extremos do padrão adequado de atendimento.

É imperativo para o médico observar o paciente em todos os momentos, isso é apenas o básico da medicina”, disse Kamangar, professor associado e um médico da UCLA. “Neste caso, ficou claro que havia um período de tempo quando o Sr. Jackson era basicamente deixado sozinho e não estava sendo monitorado. E em alguém que está recebendo sedação não é realmente aceitável.”

Kamangar ecoou as opiniões do cardiologista que testemunhou no início do dia, que o atraso de Murray em chamar o 911 e fazer CPR ineficazes foram violações que prejudicaram seu paciente.

O médico criticou a demora de Murray em ligar para o serviço de emergência, dizendo que foi uma “falta de cuidado irracional”. Ele disse que o cérebro começa a morrer se não recebe oxigenação necessária depois de quatro ou cinco minutos. Ao esconder informações dos médicos do pronto-socorro, Kamangar disse que Murray violou a primeira norma da medicina : colocar a vida do paciente em primeiro lugar. Ele considera antiético o fato de o médico de Michael Jackson ignorar as evidências de que o cantor estava viciado no medicamento.

Ele também disse que a primeira coisa que o médico deveria ter feito não era compressões – uma vez que Jackson ainda tinha pulso -, mas tentando ajudar na respiração de Jackson.

“Quando um paciente se encontra fora do hospital em parada cardiorrespiratóri, a primeira regra de ouro no suporte básico de vida é para pedir ajuda “, disse ele.

Kamangar disse que a CPR que Murray realizou – em uma superfície macia com uma mão – poderia ter sido um “desnecessário” ao seu paciente.

Kamangar disse que os pacientes que estão usando Propofol precisam ser monitorados de perto porque seu estado de saúde pode mudar a qualquer momento. Ele considera que o tratamento escolhido por Conrad Murray no caso de Michael Jackson foi uma “negligência grosseira”.

Além disso, Kamangar afirmou que é necessária uma bomba automática para administrar Propofol em pacientes, porque a medicação é muito forte, fato que não aconteceu no caso de Michael Jackson. Ele também declarou que Murray jamais deveria ter dado qualquer tipo de sedativo ao cantor porque ele estava desidratado, o que indica que sua pressão sanguínea já estava baixa.

[..]

Eles ainda me matam!

Primeiro: esse é o mesmo especialista que deu o seu depoimento ontem, mas ele voltou hoje para terminar de responder as dúvidas

Ele disse:

“…a CPR que Murray realizou em uma superfície macia com uma mão, poderia ter sido um “desnecessário” ao seu paciente”

Enquanto Alvarez no terceiro dia disse:

“Alvarez afirma que Murray então pediu para chamar pelo 911, e ordenou que ele movesse Michael da cama para o chão”

Foi nesse momento que Alvarez recebe as instruções do paramédico, e começa a orientar Murray na forma como deveria fazer o socorro de Michael

Então como que o médico de ontem seguido do apoio de Kamangar, afirma que Murray estava fazendo a CPR com uma mão e uma superfície macia, que provavelmente estava se referindo a cama, quando na verdade Michael foi socorrido no chão que é um superfície CONCRETA?

Oh God!

Todos os dias eles se contradizem..

Quem está mentindo dessa vez?

Até hoje estou tentando descobrir quem mentiu: Alvarez ou Willian?

E agora quem mentiu? Alvarez ou Steinberg?

Detalhe: Alvarez é a PRINCIPAL TESTEMUNHA! 

#reflita

Dr. Steven Shafer: especialista em propofol



A última testemunha a ser ouvida no julgamento de Conrad Murray – médico acusado de ter causado a morte de Michael Jackson -, o Dr. Steven Shafer começou a depor nesta quinta-feira (13) e, devido a conflitos de agenda, deve terminar seu depoimento nesta segunda-feira (17).

Hoje, Shafer, anestesiologista e especialista em Propofol, começou a falar sobre sua experiência com o anestésico. Ele é professor da área de anestesiologia das universidades de Columbia, Stanford e Califórnia e tem 90 textos sobre a medicação.

Ele acompanhou estudos feitos pelo FDA (departamento que controla alimentos e medicações nos EUA) para determinar a quantidade de Propofol segura a ser dada para as pessoas e fez um programa que analisa o que pode ocorrer com quem toma o anestésico.

[..]

Bem…ele não terminou o seu depoimento, então não tenho nada a declarar sobre isso.

Agora FOCO aqui!

Conrad Murray deu Propofol a Michael Jackson todos os dias, durante dois meses



Uma conversa de Conrad Murray com policiais no hotel Ritz Carlton Hotel, em Los Angeles, dois dias após a morte de Michael Jackson, foi fundamental para que os promotores decidissem processar Murray. As informações são do site TMZ.

Segundo a publicação, os policiais e os promotores pensaram em desisitir da acusação porque acreditavam que jamais conseguiriam provar que o médico tinha dado Propofol a Michael Jackson. Mas foi o próprio Murray quem confessou, voluntariamente, ter dado a droga ao cantor todos os dias, em um período de dois meses, durante essa conversa com policiais. O caso, então, passou a ter como base a imprudência do médico na escolha do Propofol como tratamento da insônia de Michael Jackson.

O site diz ainda que Conrad Murray não falou a verdade durante todo tempo em que conversou com os policiais. “Ele falou a verdade em 70% do tempo e mentiu em 30% dele. Foram essas mentiras que levantaram suspeitas e fizeram com que o médico fosse investigado e processado”, contou uma fonte da polícia.

A dúvida que fica é o motivo que levou Murray a dar de “presente”, essas informações aos policiais. “O médico e seu advogado jamais poderiam imaginar que Murray seria acusado de um crime. Ele estava mais preocupado com a sua imagem e achou que pudesse encerrar o assunto dessa forma”, disse a mesma fonte ao TMZ.

[..]

O que eu disse ontem?

“Como dizem por ai: “Se declare CULPADO que a pena é menor..”

Isso é praticamente um jargão dos advogados, pois reconhecer o ERRO é muitas vezes a melhor e a mais SÁBIA saída”

E agora sai:

“ Os policiais e os promotores pensaram em desisitir da acusação porque acreditavam que jamais conseguiriam provar que o médico tinha dado Propofol a MJ, mas foi o próprio Murray quem confessou voluntariamente”

“ A dúvida que fica é o motivo que levou Murray a dar de “presente”, essas informações aos policiais”

“O médico e seu advogado jamais poderiam imaginar que Murray seria acusado de um crime”

#Funny

Então quer dizer que Murray praticamente sentou sozinho no banco do réu? E agora está assumindo que errou?

Tudo isso por ingenuidade?

Oh não!

O cara como MÉDICO profissional (é o que ele deveria ser), não sabia que tinha acabado de fazer uma “cagada” ?

E o que dizer do advogado que também achava que ele não tinha cometido um crime?

Please!

Até nós que somos leigos conseguimos sentir o fedor de longe, então não me venha tentar convencer que um advogado e médico são tão “estúpidos” assim.

Tudo isso é apenas para conseguir uma única coisa: se fazer de “ingenuo” e “bobo” para ser inocentado.

Acha coincidência ONTEM eles terem desistido da Teoria de que Michael teria se matado, e hoje sair essa notícia dizendo que Murray praticamente se entregou para a policia?

Eu não acho.

Aliás,

TMZ disse a seguinte frase hoje: “Agora é a hora da defesa de Murray virar a mesa, e eles estão dizendo que tem algo chocante para revelar”

Eu mau posso esperar por isso!

Com tantas acusações sendo jogadas no colo de Murray, eles terão que ser no minimo criativos para sairem dessa.

Se bem que o destino de Murray está sendo revelado aos poucos…você consegue ver?

Enfim,

Por hoje é apenas isso.

O Julgamento voltará apenas na segunda-feira, então vamos aproveitar esses dias para descansar, refletir e acima de tudo nos preparar.

Acho que os próximos dias serão os mais importantes

E lembre-se:

Você não pode confiar em seus olhos, quando sua imaginação está fora de foco

F.O.C.O
Quero deixar algo como reflexão:

O rio nasceu entre a rocha não pela força, mas sim pela persistência!

A chuva furou a pedra não pela força, mas sim pela persistência!

O pássaro cria seu ninho não pela força, mas sim pela persistência!

O homem criou o fogo não pela força, mas sim pela persistência!

Persistir, persistir, persistir…

Um homem sem imaginação, é um homem se asas!

Michael is alive! 

Fonte: Mulheres Luxo