BLOGGER TEMPLATES AND Gaia Layouts »

1 de nov de 2009


Longa sobre últimos ensaios de Michael Jackson estreou quarta (28).
Filme não poderá ser considerado na categoria documentário.
O filme "This is it", que mostra os últimos ensaios de Michael Jackson, foi lançado tarde demais para ser considerado para a categoria documentário do Oscar 2010, mas pode concorrer a outros prêmios de Hollywood, incluindo o Oscar de melhor filme.
O longa-metragem, que teve sua estreia mundial na quarta-feira (28), recebeu elogios de fãs e críticos de diversos países, que afirmam que a produção reforça a reputação de Jackson como um artista de primeira. A produção está no topo das bilheterias e faturou US$ 20,1 milhões em todo o mundo apenas em seu primeiro dia em cartaz.

O diretor Kenny Ortega, colaborador de longa data de Jackson, reuniu mais de cem horas de imagens gravadas durante os ensaios para uma temporada de shows de despedida em Londres, que começariam em julho. O cantor morreu aos 50 anos no dia 25 de junho.

O cineasta afirmou que espera que o público do documentário aumente, "para que o máximo possível de pessoas vejam essa história maravilhosa sobre um homem brilhante". Ortega completou: "Prêmios, Oscars, são ótimos pensamentos para sonhar".

Possibilidade de indicação
Mas pode ser mais do que um sonho, afirma o jornalista Steven Gaydos, editor executivo da revista especializada "Variety". Com a expansão das indicações a melhor filme, que a partir de 2010 terá dez longas em vez de cinco, "This is it" pode conquistar seu lugar entre os concorrentes.

Segundo Leslie Unger, porta-voz da Academia de Ciências e Artes Cinematográficas, para disputar uma vaga entre os indicados a melhor filme, a produção deve ficar em cartaz durante no mínimo sete dias em Los Angeles. Ela acrescenta que "This is it" também pode ser considerado para outras categorias, como edição e som.

A Sony, que pagou cerca de US$ 60 milhões pelos direitos de distribuição do filme, planeja mantê-lo em cartaz por duas semanas. O estúdio não confirmou se vai submeter o documentário à premiação da Academia.

O filme não pode concorrer ao Globo de Ouro, já que a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, que organiza a cerimônia, não permite que documentários participem, segundo informações do assessor Michael Russell.

Ortega afirma que uma indicação ao Oscar poderia significar um reconhecimento à altura do último trabalho de Michael Jackson. "Ele merece", disse o diretor.


Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Cinema/...HOR+FILME.html
fonte: alucinada 50  

0 Comments:

Post a Comment